Linha 11 – Noroeste

Passeio – Campo Grande
Vermelha – 63,9 km – 58 estações

Essa linha não se expressa em expansão como a maioria da malha discutida nesse blog. A palavra chave para a Linha 5 é modernização.

Com exceção do trecho entre o Museu de Arte Moderna e a Praça da Bandeira, toda a linha é idêntica aos ramais Santa Cruz e Japeri da Supervia, que deveriam ser melhorados. Além disso, essa linha prega a volta de estações desativadas, para melhor integração de certos bairros como Encantado e Rocha, e construção de novas estações. O trecho do ramal Santa Cruz idêntico à linha é:

  • Praça da Bandeira
  • São Cristóvão
  • Maracanã
  • Mangueira – antiga Primeira Estação da Mangueira
  • São Francisco Xavier
  • Rocha – atualmente desativada
  • Riachuelo
  • Sampaio
  • Engenho Novo
  • Méier
  • Todos os Santos – atualmente desativada
  • Engenho de Dentro
  • Encantado – atualmente desativada
  • Piedade
  • Quintino Bocaviúva
  • Cascadura
  • Madureira
  • Oswaldo Cruz
  • Bento Ribeiro
  • Marechal Hermes
  • Deodoro
  • Vila Militar
  • Magalhães Bastos
  • Realengo
  • Vila Vintém – nova estação
  • Padre Miguel
  • Guilherme da Silveira
  • Bangu
  • Nova Aliança – nova estação
  • Senador Camará
  • Coqueiros – nova estação
  • Santíssimo
  • Parque Auto Castro – nova estação
  • Augusto Vasconcelos
  • Ítalo Del Cima – estação desativada
  • Campo Grande
  • Benjamin do Monte
  • Inhoaíba
  • Cosmos
  • Paciência
  • Tancredo Neves
  • Santa Cruz

A linha faria operação em Y, ou seja, operaria com dois ramais equivalentes aos ramais Santa Cruz e Japeri. O trecho que imita o ramal Japeri a partir da estação Deodoro tem 11 estações e 17,9 km:

  • Ricardo de Albuquerque
  • Anchieta
  • Olinda
  • Nilópolis
  • Edson Passos
  • Mesquita
  • Presidente Juscelino
  • Nova Iguaçu
  • Guadalajara – estação idealizada
  • Jardim Canaã – estação idealizada
  • Comendador Soares

As estações de trem da Praça da Bandeira, de São Cristóvão, do Maracanã e da Mangueira ganhariam integração física com as Linhas 2 e 5 do metrô. A atual estação da Mangueira seria englobada no Complexo Metroviário do Maracanã.

A partir da Praça da Bandeira no sentido Centro, algumas modificações deveriam ser feitas para evitar o gargalo que existe na estação Central.

Primeiramente, deveria haver englobamento da estação Cidade Nova, para que a estação tenha utilidade e seja possível fazer o Lote 29, via alternativa da Linha 2 na região central. Desse ponto, a linha iria para a Central do Brasil onde todas os ramais da Supervia e a Linha 1 se encontram. Isso seria feito de uma forma bem complicada e cara, mas, ainda assim, possível. Devido a integração com a Linha 4, haveria uma estação intermediária na Marquês de Sapucaí.

Para resolver esse problema, a Linha 5 poderia se expandir até a estação Presidente Vargas e de lá partir para a Praça Mauá, aproveitando o Morro da Conceição. Isso encorajaria os usuários a desembarcarem em outras estações, dissipando o gargalo da estação “Central”.

O metrô ainda passaria pelo caminho do Viaduto da Perimetral, com uma estação exclusiva para o centro histórico, na Rua do Ouvidor, uma no Largo da Misericórdia (Estação Castelo) e uma atendendo o aeroporto Santos Dumont e o Museu de Arte Moderna.

15 estações fariam baldeação com outras linhas:

  • Linha 1: Passeio, Presidente Vargas, Central
  • Linha 2: Castelo, Praça da Bandeira, São Cristóvão, Maracanã, Mangueira, Deodoro
  • Linha 3: Praça Mauá, Deodoro
  • Linha 4: Central
  • Linha 5: Cidade Nova
  • Linha 6: Madureira
  • Linha 8: Méier
  • Linha 9: Cascadura
  • Linha 10: Marechal Hermes
  • Linha 12: Passeio, Cidade Nova
Anúncios

14 Respostas para “Linha 11 – Noroeste

  1. Olá. Gostei muito do seu blog e de suas propostas, da mesma forma que apoio e decidi divulgar suas ideias em meu blog,com os devidos créditos. Acho que essa ideia deveria ser repassada, já que beneficia não só a quem mora nas Zonas Sul e Central da cidade, mais de forma mais generalizada a cidade. Deixo aqui o link da postagem do meu blog, caso lhe interesse ver a matéria que falei sobre a sua proposta.
    Grato, Vitor

    http://santissimorj.blogspot.com.br/2013/11/a-proposta-do-metro-perfeito.html

  2. Olá
    Não conhecia o blog de vcs e achei sensacional! Não há nada melhor em termos de transporte para uma cidade média ou grande como o metrô. Estamos cem anos atrasados mas poderíamos recuperar o tempo perdido se houvesse vontade política pata tal.E não só o metrô, como eixo principal, mas outros modais sobre trilhos como o VLT (será que as 6 linhas prometidas, partindo da região portuária saem mesmo do papel? Já não sou “jovem” e quero estar viva para andar no VLT no Rio!!)
    Agora uma perguntinha: Há tempos atrás, vi um mapa do que seria o projeto inicial da linha 1, que passaria pelo Méier e ia até Jacarepaguá. Vi que vcs têm idéias diferentes. Vcs acham inviável ou mais difícil esse trajeto? Moro no Méier e meu sonho era ter um metrô passando por baixo da R. Dias da Cruz!! (o mapa não especifica por onde a linha seguiria e essa da Dias da Cruz é idéia minha… rsrsrsrsrs). Dali, a linha seguiria para Jacarepaguá. Essa possibilidade é inviável?

    Grande abraço, parabéns pelo blog e força na luta!

    • Vi agora com mais cuidado as sugestões de Vcs e percebi, vendo o mapa geral das linhas propostas, que o Méier teria duas linhas! A 11 (vermelha) e a 8 (roxa), esta última indo para Jacarepaguá e contemplando o trajeto a que me referi no post anterior. Essa, então, poderia passar por baixo da Dias da Cruz!! rsrsrsrs
      Se isso realmente vier a ser implantado algum dia, pode ser que na minha próxima encarnação eu consiga usufruir desse metrô, porque nessa, não vai dar tempo não! 🙂

  3. Isso saindo rápido do papel me faria odiar BEM MENOS essa cidade. Parabéns.

    Só queria que esses trechos optativos não fossem optativos. Seria uma maravilha ter estação de metrô a 10min. da minha casa [Cancela Preta], hehe. A razão disso é que teria baixa demanda?

    Uma coisa é certa: ia aliviar BEM o trânsito porque ia escoar as pessoas para outro lugar. Quem sabe até a Av. Ziquizira passa a ser menos tumultuada que o metrô? hahaha

    Em todo caso, isso cria uma integração boa da cidade como um todo, não apenas a ZS.

    • Sim, seria a baixa demanda sim, Ícaro.
      Estou trabalhando em modais alternativos para atender tais trechos optativos, porque existem sim trechos de alta densidade na beira da Brasil, como Vila Kennedy.
      Volte daqui um tempinho e você verá uma nova expansão do projeto. 🙂

      Um abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s