Linha 11 – Noroeste

Passeio – Campo Grande
Vermelha – 63,9 km – 58 estações

Essa linha não se expressa em expansão como a maioria da malha discutida nesse blog. A palavra chave para a Linha 5 é modernização.

Com exceção do trecho entre o Museu de Arte Moderna e a Praça da Bandeira, toda a linha é idêntica aos ramais Santa Cruz e Japeri da Supervia, que deveriam ser melhorados. Além disso, essa linha prega a volta de estações desativadas, para melhor integração de certos bairros como Encantado e Rocha, e construção de novas estações. O trecho do ramal Santa Cruz idêntico à linha é:

  • Praça da Bandeira
  • São Cristóvão
  • Maracanã
  • Mangueira – antiga Primeira Estação da Mangueira
  • São Francisco Xavier
  • Rocha – atualmente desativada
  • Riachuelo
  • Sampaio
  • Engenho Novo
  • Méier
  • Todos os Santos – atualmente desativada
  • Engenho de Dentro
  • Encantado – atualmente desativada
  • Piedade
  • Quintino Bocaviúva
  • Cascadura
  • Madureira
  • Oswaldo Cruz
  • Bento Ribeiro
  • Marechal Hermes
  • Deodoro
  • Vila Militar
  • Magalhães Bastos
  • Realengo
  • Vila Vintém – nova estação
  • Padre Miguel
  • Guilherme da Silveira
  • Bangu
  • Nova Aliança – nova estação
  • Senador Camará
  • Coqueiros – nova estação
  • Santíssimo
  • Parque Auto Castro – nova estação
  • Augusto Vasconcelos
  • Ítalo Del Cima – estação desativada
  • Campo Grande
  • Benjamin do Monte
  • Inhoaíba
  • Cosmos
  • Paciência
  • Tancredo Neves
  • Santa Cruz

A linha faria operação em Y, ou seja, operaria com dois ramais equivalentes aos ramais Santa Cruz e Japeri. O trecho que imita o ramal Japeri a partir da estação Deodoro tem 11 estações e 17,9 km:

  • Ricardo de Albuquerque
  • Anchieta
  • Olinda
  • Nilópolis
  • Edson Passos
  • Mesquita
  • Presidente Juscelino
  • Nova Iguaçu
  • Guadalajara – estação idealizada
  • Jardim Canaã – estação idealizada
  • Comendador Soares

As estações de trem da Praça da Bandeira, de São Cristóvão, do Maracanã e da Mangueira ganhariam integração física com as Linhas 2 e 5 do metrô. A atual estação da Mangueira seria englobada no Complexo Metroviário do Maracanã.

A partir da Praça da Bandeira no sentido Centro, algumas modificações deveriam ser feitas para evitar o gargalo que existe na estação Central.

Primeiramente, deveria haver englobamento da estação Cidade Nova, para que a estação tenha utilidade e seja possível fazer o Lote 29, via alternativa da Linha 2 na região central. Desse ponto, a linha iria para a Central do Brasil onde todas os ramais da Supervia e a Linha 1 se encontram. Isso seria feito de uma forma bem complicada e cara, mas, ainda assim, possível. Devido a integração com a Linha 4, haveria uma estação intermediária na Marquês de Sapucaí.

Para resolver esse problema, a Linha 5 poderia se expandir até a estação Presidente Vargas e de lá partir para a Praça Mauá, aproveitando o Morro da Conceição. Isso encorajaria os usuários a desembarcarem em outras estações, dissipando o gargalo da estação “Central”.

O metrô ainda passaria pelo caminho do Viaduto da Perimetral, com uma estação exclusiva para o centro histórico, na Rua do Ouvidor, uma no Largo da Misericórdia (Estação Castelo) e uma atendendo o aeroporto Santos Dumont e o Museu de Arte Moderna.

15 estações fariam baldeação com outras linhas:

  • Linha 1: Passeio, Presidente Vargas, Central
  • Linha 2: Castelo, Praça da Bandeira, São Cristóvão, Maracanã, Mangueira, Deodoro
  • Linha 3: Praça Mauá, Deodoro
  • Linha 4: Central
  • Linha 5: Cidade Nova
  • Linha 6: Madureira
  • Linha 8: Méier
  • Linha 9: Cascadura
  • Linha 10: Marechal Hermes
  • Linha 12: Passeio, Cidade Nova
Anúncios

14 Respostas para “Linha 11 – Noroeste

  1. Pedro vi seu site hoje, com indicações de onde poderiam ser as futuras estações de metrô na cidade do Rio de Janeiro e na região metropolitana. Te daria a idéia de se extender a linha do metrô (em seu projeto), depois de Campo Grande, vindo Santa Cruz e chegando a Itaguaí (que faz parte da região metropolitana, não sendo mais atendida por trens da supervia, e que crescerá muito por causa das industiras que la se instalam), e também concordando com uma das leitoras, que se tivesse alguma ligação da futura estação de metrô de Itaguaí com a UFRRJ, em Seropédica. E na linha 3 do metrô, depois de Venda das Pedras, pudesse ter uma estação de metrô em Rio Bonito.

    • O ideal nesse caso é manter apenas um serviço expresso ou semi-direto para as pontas das Linhas 3, 5, 7, 9 e 10. Isso é um “metrô diferente”, já que a definição de metrô é “trem parador com pequenos intervalos”.
      A maioria dessas linhas citadas são ou foram linhas de trens de passageiros, o que já facilita um direcionamento.
      Estou discutindo bastante ultimamente sobre modais diferentes e tentando equilibrar com o meu sistema de metrô.
      A ideia do Campo Grande-Seropédica é ainda válida, mas teríamos que ver a importância disso em comparação a outros trechos.

      Volte sempre! Um abraço.

  2. Meu querido! Esquece metrô pra baixada. Já tem a Supervia. É só modernizá-la. A baixada nisso está melhor que Barra e Jacarapaguá. Lá na baixada tem via férrea. Nesses lugares que citei, não.

  3. Pode deixar que estarei sempre aqui acompanhando e divulgando. Afinal, o que vc está fazendo é uma obra prima!

    Eu também pensei nesse aspecto e acredito que essa linha melhoraria muito. O que eu não gosto é a localização das estações.

    Parabéns pelo trabalho!!!

  4. Pedro, fico pensando se a área de Bangu/Padre Miguel/Camará não possa ser contemplada com o Metrô. Atualmente, vejo que a demanda é bastante grande nessa região e no caso a Supervia não dá conta. Vejo que o metrô utilizaria as mesmas (e mal-localizadas) estações.

    • Oi Jhonatan, que bom ver pessoas acompanhando o projeto!

      Eu tenho umas ideias que ainda não botei pra frente porque ainda não discuti com algumas pessoas mais especializadas.
      A solução para isso que você falou era tornar a linha que passa por Sulacap em Y, atingindo a região sul de Bangu, Realengo…

      Também acho que a Supervia atual não dá conta, mas imagine os trens com qualidade de metrô (com frequência muito alta) e com modais alimentadores (microônibus ou VLTs). Talvez assim já seja suficiente e essa linha em Y não seja necessária.
      Isso tudo precisa ser muito discutido e estudado, e está muito tenso conciliar as coisas por aqui, faço tudo sozinho. Mesmo assim, vou tentar manter o blog com posts pelo menos quinzenais.

      Continue acompanhando o projeto e divulgue! As opiniões dos leitores ajudam muito a corrigir gafes e contribuir para uma otimização.

      Um abraço

  5. Francamente…deixar Santa Cruz de fora da expansão do metrô mesmo num projeto fictício é o cúmulo da má vontade com o povo de Santa Cruz. Será que aqueles que moram mais distantes do Centro do Rio não merecem conforto e modernidade? Por que não contemplar a cidade por inteiro? Só conhece a demanda quem mora e pega o trem todo dia e enfrenta vagões lotados.

    Passar bem!

    • Desculpe André Ribeiro, mas eu não deixo Santa Cruz de lado não. Deixei como “opcional” porque a demanda diminui muito a partir de Campo Grande. Se a demanda aumentar, que pode acontecer até uma eventual realização dessa modernização do ramal Santa Cruz, Santa Cruz seria contemplada normalmente.

      Como disse nessa página mesmo, um sistema de trens expressos, semelhante ao atual da Supervia, mas mais eficiente, seria muito mais eficaz, até para atender o resto da malha com os trens que “sobrariam” do ramal parador (metrô).

      Eu faço um apelo para você continuar seguindo o blog. Estou com alguns problemas em âmbito pessoal e não pude postar o que penso sobre tais trens expressos. Vou criar um setor quase exclusivamente pra isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s